Seguidores

sábado, 20 de maio de 2017

Reiki, Amor e Sexo


O Reiki é uma técnica que trabalha a evolução de consciência e o desenvolvimento do amor incondicional - o amar sem esperar nada em troca, o amor que se completa por si mesmo. Uma das formas na qual esse sentimento se desenvolve é através do relacionamento amoroso - namoro ou casamento sérios. Sim, sérios: o relacionamento raso, o prazer pelo prazer, não é amor, não eleva nem evolui - isso quando não contribui para maior deterioração da consciência.

Casais podem ser iniciados no Reiki juntos, e mesmo alguns reikianos começam a namorar tendo o Reiki como algo em comum. Pode acontecer também de um namorado ser reikiano e o outro não, ou mesmo um deles não gostar de Reiki - seja por preconceito, seja por uma má experiência. Se realmente há comprometimento entre o casal, o respeito deve falar mais alto. Nunca se deve forçar alguém, por mais íntimo que seja, a receber Reiki, assim como refletir se o companheiro começa a questionar sua prática e/ou sugerir largá-la. Mesmo o Reiki trabalhando com o Amor Maior, abandoná-lo não significa exatamente um regresso evolutivo, se feito com consciência e pelo mesmo Amor.



É muito gostoso quando um casal troca Reiki entre si, já que há maior intimidade entre ambos. O próprio contato amoroso fica mais profundo. Crescer com a pessoa amada é especial: um ajuda o outro a superar as dificuldades e fazer o melhor um pelo outro. Ambos saem ganhando juntos. Quanto maior a troca de energias entre si, maior a "sintonia". Essa sintonia que faz um casal pensar a mesma coisa ao mesmo tempo, ou mesmo seguir as mesmas linhas de pensamento, de forma complementar ou não.



São os laços coloridos citados pela Barbara A. Brennan em Mãos de Luz, que ligam as pessoas das mais diversas formas: laços sociais, laços amorosos, entre outros. Eles "laços" são elos energéticos nos quais energias são trocadas ao longo do tempo. Rompimentos de relacionamentos "quebram" estes laços, causando dor e sofrimento. O Reiki pode atuar tanto amadurecendo estes elos quanto os afrouxando de forma saudável, dentro do que se passa pelo casal.



Apesar de alguns mestres pedirem aos seus alunos para não terem relações sexuais antes e depois do processo de iniciação, acredito que quando feita com o companheiro - em especial um relacionamento sério - deve ser mantida. Compartilhar o processo de iniciação com a pessoa amada, sentir o novo fluxo energético. As mudanças que ocorrem com o reikiano também afetam a outra pessoa, mesmo que esta não o seja.


terça-feira, 16 de maio de 2017

Solidão x Solitude


Perguntaram a Osho: Eu sofro imensamente de solidão. O que posso fazer sobre isso?
Osho respondeu:
“A escuridão da solidão não pode ser combatida diretamente. Isso é algo essencial que todos devem entender, que existem algumas coisas fundamentais que não podem ser modificadas. E este é um dos fundamentos: você não pode lutar com a escuridão diretamente, com a solidão diretamente, com o medo do isolamento diretamente. A razão é que nenhuma dessas coisas existe; elas são simplesmente ausências de alguma coisa, assim como a escuridão é ausência da luz.
Então o que você faz quando não quer que o quarto esteja escuro? Você não faz nada diretamente com a escuridão – ou faz? Você não pode empurrá-la para fora. Não há possibilidade de criar algum esquema para que a escuridão desapareça. Você deve fazer algo com a luz. E isso muda toda a situação; e é por isso que eu chamo de um dos essenciais, de fundamentos. Você sequer toca a escuridão; você não pensa nela. Não há porquê; ela não existe, é somente uma ausência.
Então apenas traga luz ao local e você não encontrará mais a escuridão, porque ela era a ausência da luz, simplesmente a ausência da luz – não algo material, com o seu próprio ser, não algo que exista. Mas simplesmente por que a luz não estava lá, você teve a falsa sensação de existência da escuridão.
Você pode ir em frente lutando com a escuridão por toda a sua vida e não será bem-sucedido, mas somente uma pequena vela é suficiente para dispersá-la. Você precisa trabalhar pela luz porque é positivo, existencial; ela existe por si própria. E uma vez que a luz vem, qualquer coisa que era a sua ausência desaparece.
A solidão é similar a escuridão.
Você não conhece a sua solitude. Você não experienciou a solitude e sua beleza, o seu tremendo poder, a sua força. Solitude e solidão no dicionário são sinônimos, mas a existência não segue os seus dicionários. E ninguém ainda tentou fazer um dicionário existencial que não fosse contraditório à existência.
A solidão é ausência.
Por que você não conhece a sua solitude, existe o medo. Você se sente sozinho e então você quer se apegar a alguma coisa, a alguém, a algum relacionamento, só para manter a ilusão de que você não está sozinho. Mas você sabe que está – por isso a dor. Por um lado você está se apegando a algo que não é real, que é somente um arranjo temporário – um relacionamento, uma amizade.
E enquanto você está em um relacionamento você pode criar uma pequena ilusão para esquecer a sua solidão. Mas este é o problema: ainda que você possa esquecer por um momento a sua solidão, no momento seguinte você subitamente se torna consciente que o relacionamento ou a amizade não é permanente. Ontem você não conhecia este homem ou esta mulher, vocês eram desconhecidos. Hoje vocês são amigos – quem sabe o dia de amanhã? Amanhã vocês podem ser desconhecidos novamente – daí a dor.
A ilusão dá um certo consolo, mas não pode criar a realidade para que todos os medos desapareçam. Ela reprime o medo, então na superfície você se sente bem – ao menos você tenta se sentir bem. Você finge se sentir bem para si mesmo: quão maravilhoso é esse relacionamento, quão maravilhoso é este homem ou esta mulher. Mas atrás da ilusão – e a ilusão é tão fina que você pode ver através dela – há dor no coração, porque o coração sabe perfeitamente bem que amanhã as coisas podem não ser as mesmas… e elas não são as mesmas.
Toda a sua vida confirma que as coisas vão se modificando. Nada permanece estável; você não pode se apegar a nada em um mundo de mudanças. Você queria fazer da sua amizade algo permanente mas o seu querer está contra a lei da mudança, e esta lei não vai fazer exceções. Ela simplesmente vai em frente fazendo as suas coisas. Ela irá mudar – tudo.
Talvez no longo prazo você entenderá um dia que foi bom que ela não tenha te escutado, que a existência não se incomodou com você e foi em frente fazendo tudo o que queria fazer… não de acordo com o seu desejo.
Pode levar um pouco de tempo para você entender. Você quer que este amigo seja seu amigo para sempre, mas amanhã ele se torna um inimigo. Ou simplesmente – “Você se perdeu!” e ele não está mais com você. Alguma outra pessoa irá preencher a lacuna que é muito mais superior. Então, de repente você se dá conta que foi bom que a outra pessoa se mandou; de outro modo você estaria preso a ela. Mas mesmo assim a lição nunca vai fundo a ponto de você parar de pedir por permanência.
Você vai começar a pedir permanência com este homem, com esta mulher; agora isto não irá mudar. Você não aprendeu realmente a lição de que a mudança é a essência da vida. Você deve entendê-la e ir em frente com ela. Não crie ilusões; elas não irão ajudar. E todo mundo está criando ilusões de tipos diferentes.
O que estou tentando dizer é que todo o esforço que foi dirigido para evitar a solidão falhou, e irá falhar, porque é contra os fundamentos da vida. O que é necessário não é algo que você possa fazer para evitar a sua solidão. O que é necessário é que você se torne consciente da sua solitude, o que é a realidade. E é tão belo experienciá-la, senti-la, por que é a sua liberdade da multidão, do outro. É a sua liberdade do seu medo de estar sozinho.
Somente a palavra “solitário” imediatamente lembra a você de que é algo como um machucado: algo é necessário para preenchê-lo. Há uma lacuna e ela dói: algo precisa preenchê-la. A própria palavra “solitude” não possui o mesmo sentido de um machucado, de uma lacuna que precisa ser preenchida. Solitude simplesmente significa completude. Você é um todo; não há necessidade de nenhuma outra pessoa para completá-lo.
Portanto tente encontrar o seu centro mais íntimo, onde você está sempre sozinho, sempre esteve sozinho. Em vida, em morte – onde estiver, você estará sozinho. Mas é tão cheio – não é vazio, é tão cheio e tão completo, tão transbordante de todas as essências da vida, com todas as belezas e bênçãos da existência, que uma vez que você tenha experimentado a solitude, a dor no coração irá desaparecer. No lugar dela, um novo ritmo de tremenda doçura, paz, alegria, felicidade estará lá.
Isto não significa que um homem que está centrado em sua solitude, completo em si-mesmo, não possa fazer amigos – na verdade, somente ele pode fazer amigos, por que não é mais uma necessidade, é somente um compartilhamento. Ele tem tanto, ele pode compartilhar.
A amizade pode ser de dois tipos. Uma é a amizade em que você é um pedinte – você precisa de algo do outro para ajudar a sua solidão – e o outro também é um pedinte, ele quer o mesmo que você. E naturalmente, dois pedintes não podem se ajudar. Em breve eles perceberão que seus pedidos de um pedinte duplicaram ou multiplicaram a sua necessidade. Ao invés de um pedinte, agora são dois. E se, infelizmente, tiverem crianças, então ali haverá uma companhia completa de pedintes que estão pedindo – e ninguém tem nada a dar.
Então todos estão frustrados e bravos, e todo mundo sente que foi traído, enganado. E na verdade, ninguém está traindo e ninguém está enganando, pois o que você tem?
O outro tipo de amizade, o outro tipo de amor, possui uma qualidade totalmente diferente. Não é de uma necessidade, ele vem do enorme tanto que você tem que quer compartilhar. Um novo tipo de alegria brotou no seu ser – a do compartilhamento, que você antes não estava consciente. Você esteve sempre pedindo.
Quando você compartilha, o apego é impossível. Você flui com a existência, com a mudança da vida, por que não importa com quem você compartilha. Pode ser a mesma pessoa amanhã – a mesma pessoa por toda a sua vida – ou podem ser diferentes pessoas. Não é um contrato, não é um casamento; é somente a partir da sua plenitude que você quer dar. Então independente de quem seja que esteja perto de você, você dá. E dar é uma grande alegria.
Pedir é uma miséria tão grande. Mesmo que você consiga alguma coisa pedindo, você irá permanecer miserável. Isso machuca. Isso machuca o seu orgulho, machuca a sua integridade. Mas compartilhar o faz ficar mais centrado, mais orgulhoso, mas não mais egoísta – mais orgulhoso de que a existência tem sido mais compassiva com você. Não é ego; é um fenômeno totalmente diferente… um reconhecimento que a existência permitiu a você algo que milhões de pessoas têm tentado, mas na porta errada. Você esteve na porta certa.
Você está orgulhoso de sua felicidade e por tudo que a existência deu a você. O medo desaparece, a escuridão desaparece, o sofrimento desaparece, o desejo por outros desaparece.
Você pode amar uma pessoa, e se a pessoa amar outra não haverá ciúme algum, porque você amou a partir de tanta alegria. Não era um apego. Você não estava segurando a pessoa na prisão. Você não estava preocupado que a pessoa poderia escapar pelos seus dedos, que alguém poderia começar um relacionamento amoroso…
Quando você está compartilhando a sua alegria, você não cria uma prisão para ninguém. Você simplesmente dá. Você sequer espera gratidão ou agradecimento por que você não deu para receber algo, nem mesmo gratidão. Você está dando por que está tão cheio que precisa dar.
Então se alguém for agradecido, você é agradecido à pessoa que aceitou o seu amor, que aceitou o seu presente. Ela aliviou você, ela permitiu que você a regasse com sua abundância. E quanto mais você compartilha, quanto mais dá, mais você tem. Então isso não faz você um avarento, não cria um medo de “eu posso perder isso”. Na verdade, quanto mais você perde, mais águas frescas irão fluir de fontes que você não tinha consciência antes.
Por isso eu não vou dizer nada para você fazer com a sua solidão.
Procure por sua solitude.
Esqueça a solidão, esqueça a escuridão, esqueça o sofrimento. Eles são apenas as ausências da solitude. A experiência da solitude irá dispersá-los instantaneamente. E o método é o mesmo: apenas observe a sua mente, seja consciente. Se torne mais e mais cônscio, até que finalmente você seja somente consciência de si-mesmo. Este é o ponto quando você se torna consciente de sua solitude.”
trechos extraidos de The Path of the Mystic, capítulo 19.

OSHO


Primeiro, fique sozinho.
Primeiro, comece a se divertir sozinho.
Primeiro, amar a si mesmo.
Primeiro ser tão autenticamente feliz, que se ninguém vem, não importa; você está cheio, transbordando.
Se ninguém bate à sua porta, está tudo bem – Você não está em falta.
Você não está esperando por alguém para vir e bater à porta.
Você está em casa.
Se alguém vier, bom, belo.
Se ninguém vier, também é bom e belo
Em seguida, você pode passar para um relacionamento.
Agora você se move como um mestre, não como um mendigo.
Agora você se move como um imperador, não como um mendigo.
E a pessoa que viveu em sua solidão será sempre atraído para outra pessoa que também está vivendo sua solidão lindamente, porque o mesmo atrai o mesmo.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

【1489】 Marie Gabriella e Nicole Salmi - Gratidão

MANJERICÃO PARA HARMONIZAR O CHAKRA DO CORAÇÃO

Quarto Chakra – Coração

 

Anahata: Em Sânscrito significa "Invicto", "Inviolado".


Representa: Amor verdadeiro e incondicional, devoção, fé e bondade;

Localização: Plexo cardíaco, centro do peito, região do coração




Desequilíbrio Emocional:

  1. Depressão, angústia, desprezo, raiva e medo;

  2. Esgotamento, dificuldade para chorar ou choro frequente;

  3. Dificuldade em aceitar ajuda;

  4. Crise de identidade;

  5. Sensação de peito apertado;

  6. Pesar, irritação e melancolia amorosa;

  7. Incapacidade de amar e se emocionar;

 

Desequilíbrio Físico:

  1. Insônia;

  2. Problemas de coração e pulmonares;

  3. Distúrbios de pressão;

  4. Sistema imunológico ineficiente e dor de cabeça;

 

     Muitas questões como amor, tristeza, ódio, raiva, ciúme, temores de traição, de solidão, assim como a capacidade de curar a nós mesmos e outros estão centradas no quarto chakra.

 

MANJERICÃO PARA HARMONIZAR O CHAKRA DO CORAÇÃO



Usado como terapia chákrica, o uso do manjericão pode ajudar no equilíbrio e harmonização do Chakra cardíaco, e dessa forma, curar também todos os desequilíbrios físicos, mentais e espirituais, provenientes da desarmonia desse chakra.

 

     Assim como o Chakra do Coração é chamado de “o centro do amor incondicional”, o manjericão é conhecido como o “símbolo do amor”.

 

*Um chá de manjericão ajuda pessoas muito contidas a liberarem o amor.

 

*Esmague uma folha de manjericão e inale o cheiro: ajudará a clarear a mente e o caminho correto irá se revelar.

 

*Use sabonete de manjericão como ritual de autodedicação. Ajuda a aumentar a autoestima.

 

*Coloque 3 gotas de óleo essencial de manjericão no aromatizador para cessar: raiva, violência, abençoar e acalmar.

 

*O escalda-pés com manjericão é ótimo para quem está agressivo, com raiva e pronto para explodir.  


Nota: Este artigo refere-se à informações e práticas de terapias alternativas e complementares. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.












Namastê

quinta-feira, 23 de março de 2017

Os 14 Aforismos de Abraham Hicks:


Indivíduos são extensões físicas do não-físico.
As pessoas estão em seus corpos porque elas escolheram assim.
A base da vida é a liberdade; o propósito da vida é alegria.
As pessoas são criadoras; elas criam com seus pensamentos.
O que quer que as pessoas possam imaginar é delas para ser, fazer ou ter.
Os indivíduos escolhem suas criações como elas escolhem seus pensamentos.
As emoções indicam o que as pessoas estão criando.
O Universo adora as pessoas; sabe suas intenções mais amplas.
Os indivíduos deveriam relaxar no seu estado de ser natural, e saber que tudo está bem.
A vida não é para ser uma luta, mas um processo de permissão.
As pessoas são criadoras de “vias de pensamento” em suas particulares “vias de alegria”.
Ações e dinheiro são produtos resultantes de focar na alegria.
Os indivíduos podem deixar seus corpos sem dor ou doença.
As pessoas não podem morrer; suas vidas são eternas.

Quem é Abraham?

Os Abraham se descrevem como um grupo de seres concentrados na perspectiva física a partir de sua condição e perspectiva não-físicas. Eles se comunicam conosco por meio de Esther.
 Contam que já viveram milhares de vidas e que agora estão reunidos por mútuo consentimento.
“Abraham é um tipo de mestre”, eles nos explicaram. Tomaram a iniciativa do contato por escolha e mútuo desejo de compartilhar. Sentiram-se aptos, portanto, a transmitir sua mensagem a nós, por intermédio de Esther.( Ester Hicks)

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

7 Técnicas para Proteção da Aura


O que é a aura?
“Nossa aura nada mais é do que uma irradiação de energia, invisível a olho nu, que emana do corpo físico e está imersa num outro campo energético que nos circunda. Como a aura é penetrável, estamos o tempo todo nos relacionando com a energia exterior, vinda de outras pessoas e lugares, que pode ser positiva ou não”, explica Sandra Garabedian Shannon, professora, tradutora, curadora prânica e presidente da Associação Cura Prânica, no Rio de Janeiro.
Por que é importante proteger a aura?
Se tudo e todos estão, portanto, numa constante troca de energia, que interpenetra nossa aura, como se defender das contaminações energéticas negativas externas? Em 1999, uma importante obra sobre o assunto, Autodefesa Psíquica Prática – Em Casa e no Trabalho, editada pela Ground, foi lançada no Brasil. De autoria do mestre Choa Kok Sui (1952-2007), filipino estudioso das ciências ocultas e da cura paranormal, o livro ensina diferentes e simples técnicas de proteção áurica – algumas delas apresentadas nesta reportagem nas próximas páginas. “A importância dessas técnicas é que elas podem ser feitas de forma rápida e simples diariamente. Quando protegemos nossa aura, evitamos entrar em contato com a energia negativa externa, que pode afetar nosso comportamento e nosso bem-estar”, explica Sandra, discípula do mestre Choa. Além dos fatores externos, como o ambiente onde vivemos e trabalhamos e as pessoas com que nos relacionamos, a qualidade negativa da saúde física contribui muito para o enfraquecimento da aura. “O campo de energia está intimamente associado à saúde. Se a pessoa não for sadia, o campo de energia ficará desequilibrado ou com uma energia estagnada”, explica a ex-pesquisadora da Nasa e curadora prânica Ann Brennan, autora do livro Mãos de Luz.
Técnicas de proteção da aura:
1 - Para se proteger de pessoas e lugares estressantes e tristes
Como fazer: cruzar braços e pernas.

Por que fazer: para tornar a aura mais densa, compacta, menor.
Quando fazer: quando se sentir mal, cansado depois de lidar com certa pessoa, como se ela tivesse sugado sua energia; diante de vendedores agressivos, que desejam persuadi-lo a comprar algo desnecessário; quando estiver em lugares estressantes; em lugares como hospitais, velórios e delegacias de polícia, onde há grande energia de sofrimento e de dor.
Observação: em uma reunião ou diante de um superior, não é indicado o uso da posição de fechamento total (braços e pernas) para não ser mal interpretado. Portanto, nessas ocasiões, cruze as pernas e coloque as mãos juntas no colo. Dessa forma, a posição é de receptividade e cooperação.
2 - Para curar relacionamentos conturbados
Como fazer: concentre-se nos chakras do coração e da coroa (no topo da cabeça) durante todo o processo. Levante ambas as mãos em posição de bênção. Visualize à sua frente a pessoa que deseja abençoar. Diga, suavemente, o nome da pessoa três vezes. Projete bondade e amor e entoe as palavras “a paz esteja com você” por cerca de 3 minutos. Repita o procedimento duas ou três vezes por semana ou até quando achar necessário.
Por que fazer: para repelir e transmutar pensamentos negativos que lhes são dirigidos; para curar relacionamentos conturbados.
Quando fazer: quando se indispuser com pessoas durante discussões, em brigas de casal ou com os filhos, enfim, quando desejar transformar a energia negativa em positiva e para que a calma se instale.
3 - Fortalecimento da aura em qualquer ocasião social
Como fazer: sentado ou de pé, conecte a língua ao céu da boca e feche as mãos na frente do corpo, com a mão esquerda sobre a mão direita.
Por que fazer: para aumentar o nível de energia no corpo e fortalecer a aura.
Quando fazer: em qualquer ocasião social, como ir a um restaurante, coquetel, reunião, vernissage.
Observação: você pode usar outras formas de fechamento das mãos. Algumas delas são: fechar as duas mãos com os polegares dobrados para dentro e colocá-las nos bolsos para que outras pessoas não vejam; colocar as mãos atrás das costas e fechar a mão esquerda com o polegar dobrado para dentro e depois segurá-la com a mão direita.
4 - Para fazer em encontros com pessoas estressadas
Como fazer: sentado ou de pé, imagine uma rosa de frente para você na distância de um braço estendido. Essa rosa, com a flor na altura de seu rosto, deve ter uma cor muito vibrante. O caule desce até a altura do seu cóccix e deve ser repleto de folhas e espinhos. Imagine agora esse caule vindo ao encontro de seu corpo e entrando nele até o chacra básico (no cóccix). De lá, esse caule desce e enraíza no chão.

Por que fazer: para se proteger de ambientes e pessoas perniciosos.
Quando fazer: durante encontros com pessoas estressadas; em lugares onde prevalece o nervosismo.
Observação: essa técnica foi desenvolvida pela pesquisadora científica Karla McLaren.
5 - Para se proteger antes de sair de casa
Como fazer: de pé ou sentado, feche os olhos e tome consciência do seu chacra básico (na altura do cóccix). Conecte a língua ao céu da boca. Inspire vagarosamente em sete tempos, segure a respiração em um tempo e expire vagarosamente em sete tempos. Visualize uma lâmpada de forma elíptica de cor laranja à sua frente. Imagine-se pequeno entrando nessa lâmpada e depois imagine-se dentro dela envolto nessa luz laranja. Sinta o quanto esse escudo é forte. Visualize agora esse escudo áurico etérico com uma cor metálica laranja que envolve toda a luz laranja. Mentalmente afirme: “Estou escudado e protegido de todos os ataques e contaminações psíquicas, protegido de todo mal e perigo. Esse escudo ficará comigo durante 12 horas”.
Por que fazer: esse escudo protege o corpo físico e mantém o equilíbrio interior e a clareza mental.
Quando fazer: antes de sair de casa, para pessoas que moram em grandes cidades, onde o estresse é muito alto; em situações de violência física; durante um assalto; quando se sabe que vai visitar uma área perigosa.
6 - Para fazer em locais em que há briga. Também para proteger os filhos de bullying
Como fazer: de pé ou sentado, feche os olhos e tome consciência do seu chacra do coração. Inspire vagarosamente em sete tempos, segure a respiração em um tempo e expire vagarosamente em sete tempos. Visualize uma lâmpada de forma elíptica (formato de uma lâmpada) cor-de-rosa à sua frente. Imagine-se pequeno entrando nessa lâmpada e depois imagine-se dentro dela envolto nessa luz rosa. Sinta o quanto esse escudo é forte. Visualize agora esse escudo astral com uma cor rosa metálica que envolve toda a luz cor-de-rosa. Mentalmente afirme: “Estou escudado e protegido de todos os ataques e contaminações psíquicas, protegido de todo mal e perigo. Esse escudo ficará comigo durante 12 horas”.
Por que fazer: para melhorar a eficácia do escudo etérico, a fim de conseguir paz interior e calma emocional nas situações que sejam psicologicamente perturbadoras.
Quando fazer: em lugares onde há brigas, como em residências onde o casal discute muito; os pais podem fazer esse escudo para proteger os filhos que sofrem bullying na escola.
Observação: pessoas com problemas cardíacos não devem usar essa técnica, pois ela pode piorar a condição.
7 - Para fazer no trabalho
Como fazer: de pé ou sentado, feche os olhos e concentre-se no chacra ajna (entre as sobrancelhas). Inspire vagarosamente em sete tempos, segure a respiração em um tempo e expire vagarosamente em sete tempos. Visualize uma lâmpada elíptica amarela à sua frente. Imagine-se pequeno entrando nela e depois imagine-se dentro dela envolto nessa luz amarela. Sinta como o escudo é forte. Visualize o escudo mental com uma cor amarela metálica que envolve a luz amarela. Mentalmente afirme: “Estou escudado e protegido de todos os ataques e contaminações psíquicas, protegido de todo mal e perigo. Esse escudo ficará comigo durante 12 horas”.
Por que fazer: para obter clareza mental a fim de não ser atingido por pensamentos criados por muitas pessoas durante um período considerável de tempo.
Quando fazer: no trabalho, para se manter concentrado sem se distrair com as formas mentais alheias; em caso de um ataque psíquico intencional, quando desejam influenciar seu comportamento.
Esta matéria foi extraída da Revista Bons Fluídos – edição 168
Texto e foto por Irani Martins

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Sexo é amor



" As pessoas mais inteligentes são as mais sexuais. Isso tem que ser entendido , porque a energia do amor é basicamente inteligencia. Se você não pode amar você está de alguma forma fechado(a), frio(a) ; você não pode fluir. Quando ama a pessoa flui. Quando a pessoa está amando se sente tão confiante que quase pode tocar as estrelas . É por isso que uma mulher se torna uma grande inspiração , um homem se torna uma grande inspiração. 
Quando uma mulher é amada , ela imediatamente se torna mais bela, instantaneamente! Apenas um momento antes, ela era uma mulher comum, e se elevou quando o amor se derramou sobre ela, ela foi banhada por uma energia totalmente nova , uma nova aura formou-se ao redor dela. Ela caminha mais graciosamente, uma dança acontece a cada passo . Seus olhos agora possuem uma enorme beleza; sua face brilha , ela esta iluminada. E o mesmo acontece com o homem .
Quando as pessoas estão em amor elas atingem sua excelência. Não permite o amor e elas permanecerem no mínimo. Quando as pessoas permanecem no mínimo elas são estúpidas, elas são ignorantes, elas não se preocupam com a sabedoria. E quando as pessoas são ignorantes e estúpidas e iludidas, elas podem ser facilmente enganadas.
Quando as pessoas são sexualmente reprimidas, amorosamente reprimidas, elas começam a almejar por outra vida. Elas pensam sobre o céu, o paraíso, mas elas não pensam em criar o paraíso aqui, agora. Quando você esta amando, o paraíso é aqui e agora. Então você não tem preocupações; então quem irá procurar o padre?
Então quem vai se preocupar se deve haver um paraíso ? Você já está nele! Você não está mais interessado. Mas quando a sua energia amorosa é reprimida, você começa a pensar : "Aqui não há nada, acha o presente vazio. Então deve haver em algum lugar algum objetivo ... " Você vai ao padre e pergunta sobre o céu e ele pinta belas imagens do céu. O sexo tem sido reprimido para que você possa se interessar por outra vida . E quando as pessoas estão interessadas em outra vida, naturalmente elas não estão interessados por sua vida.
Esta vida é a sua única vida . A outra vida está escondida nesta vida ! Ela não está contra esta vida, ela nunca abandona esta vida; ela esta dentro dela. Volte-se para dentro –ela é isso! 
Volte-se para dentro e você ira encontrar o outro também. Se você ama, você será capaz de sentir isso."

(Osho)

Vibrar sexualidade é diferente de ter pensamentos pervertidos e ações vulgares. Vibrar sexualidade é ser livre e amar o próprio corpo, saber que é algo natural e que por trás disso há uma energia muito poderosa que deve ser usada com sabedoria para que você e o outro sejam gratos!